Browsing Tag:

Infanto-Juvenil

[Resenha] A garota Gotic e o fantasma de um rato

Posted in Livros by

49 - A garota gótica e O fantasma de um ratoA Garota Gotic e o fantasma de um rato conta a história da solitária Ada Gotic, filha única de um milionário excêntrico. Ada precisa solucionar um mistério que ronda a mansão onde vive, e conta com a improvável ajuda de um rato. O livro reúne mistério, humor, amizade e aventura em uma edição maravilhosa com as inconfundíveis e elaboradas ilustrações de Chris Riddell.

Ada Gotic é uma menina solitária, filha de  Lord Gotic, um milionário esquisitão. Ela vive no Palácio Sinistro, uma mansão gigantesca, repleta de alas, quartos, salas e salões, que até hoje não conhece todos os cômodos da mansão. Seu pai a ignora completamente e os dois só se encontram para um chá uma vez por semana, mesmo o pai estando sempre no palácio. Ela não tem amigos e é proibida de se aproximar dos criados.

Certo dia, Ada conhece Ishmael, o fantasma de um rato que somente ela consegue ver. Eles se juntam e partem em uma exploração pelas inúmeras alas do palácio. Em uma dessas explorações, Ada conhece os irmãos Emily e Willian, filhos de um inventor que trabalha para Lord Gotic, e a amizade entre eles é imediata. Ada então aceita fazer parte do Clube do Sótao, onde  Emily e Willian juntamente com outras crianças, filhos de criados do castelo, se reúnem na calada da noite para confabular.

Quando fatos estranhos começam a acontecer, as crianças partem investigar e se deparam com criaturas exóticas, mas muito amáveis, presas em diversas alas do palácio. Acabam descobrindo que os estranhos seres, serão presas em uma caçada anual, promovida por seu pai, onde são esperados os mais importantes convidados do país. Mas o tempo está se esgotando. Os amigos precisam agir rápido para conseguirem salvar os novos amigos exóticos, antes que seja tarde demais…

A garota Gotic é um livro super fofo, com personagens exóticos como o fantasma de um rato, uma professora particular que é vampira, vindo direto da Agência Paranormal de Preceptoras, fauno, centauro e muitos outros mais. Repleto de fantasia, mistério e suspense, o que sem dúvida me fez cair de amores pelo livro foram as ilustrações. São incríveis, perfeitas, fiquei fascinada! O livro em si está impecável com um projeto gráfico excepcional. Uma excelente dica para presentear no Dia das Crianças e ainda  entrar no clima de Halloween, que tem tudo a ver com a trama. Super indico!

Confira no vídeo alguns detalhes dessa edição maravilhosa. Se gostou, não esqueça de clicar em curtir e se ainda não é inscrito no Canal, inscreva-se para por dentro de todas as novidades. :)

A garota Gotic e o fantasma de um rato – Chris Riddell
Galera Junior
Ano: 2015 / Páginas: 240
Comprar: Amazon|Americanas|Saraiva|Submarino
4 star

 

sobre o autor2ChrisRiddell

Cris Riddell é o talentoso artista por trás da série Otolina. É também cartunista político e trabalha para o jornal inglês Observer. Seus livros ganharam inúmeros prêmios, conquistando entre eles as medalhas Kate Greenaway em 2001 2004. Atualmente vive em Brighton, na Inglaterra, com a família.

06/10/2015
/

[Resenha] Vango – Entre o céu e a terra

Posted in Livros by

Salvar a pele e, ao mesmo tempo, descobrir a própria identidade. Este é o grande desafio de Vango, o jovem herói do novo romance do escritor francês ‘Timothée de Fombelle’. Ao ler esse thriller histórico, ambientado no conturbado período entre as duas grandes guerras mundiais, somos impelidos a fugir com Vango pelos cinco continentes, num clima de absoluto perigo e suspense. Este rapaz órfão de 19 anos desconhece sua origem assim como desconhece a motivação do franco atirador que, além da polícia, está em seu encalço. Deparamo-nos com Vango na solenidade em que ele e outros seminaristas seriam ordenados padres na suntuosa catedral de Notre-Dame, em Paris. 32 - VangoO assassinato do padre Jean, seu protetor, desencadeia a perseguição ao rapaz, que empreende uma fuga espetacular ao escalar nada menos do que os famosos vitrais da catedral. Essa cena é apenas um exemplo do clima de perseguição e aventura de que é feita toda a narrativa, quando acompanharemos nosso protagonista em situações e lugares improváveis – como um intruso escondido num caça da SS, galopando nas Terras Altas da Escócia, dependurado num vulcão italiano ou sobrevoando o Brasil e vários outros lugares num zepelim. O fracasso em não ter sido ordenado padre deixa nosso herói arrasado, mas a jovem Ethel fica bem feliz. É ela quem vai ajudar Vango a provar sua inocência e descobrir sua identidade. Também fazem parte da saga outros personagens marcados por vidas cheias de segredos, como Mademoiselle, a Senhora Poliglota e sem memória com quem Vango é salvo do naufrágio na costa da Sicília aos três anos de idade e Hugo Eckner, personagem verídico, comandante alemão do Graf Zepelin, esse grande dirigível que fascinou o mundo nas primeiras décadas do século XX. Outras personalidades incorporadas à história são Joseph Stalin, sua filha Svetlana e Adolf Hitler.

Tem coisa melhor do que começar uma leitura sem grandes expectativas e ser surpreendida com uma história incrível? Eu sabia que Vango – entre o céu e a terra era uma aventura juvenil recheado de aventuras, só não imaginei que a trama fosse tão envolvente.

Ninguém sabe absolutamente nada sobre o seu passado, inclusive ele próprio. De onde veio, para onde vai. o que busca e do que foge. Esse é Vango Romano, herói misterioso, um jovem de apenas 19 anos, mas que já enfrentou muitas aventuras eletrizantes em sua vida. A única coisa que ele sabe sobre o seu passado é que ele e a babá, foram encontrados na beira de uma praia, entre a vida e a morte, vítimas de um naufrágio, a alguns anos atrás. Desde então Vango é criado por sua babá,  Mademoiselle. Eles vivem em uma pequena ilha, onde Vango tem total liberdade, desde criança ele aprendeu a escalar rochedos e árvores, fala cinco idiomas, mas é muito calado e misterioso.

Mais uma vez Vango está em fuga, acusado por um crime que não cometeu, a morte de um padre, que por sinal era seu grande amigo. Isso no momento exato em que o próprio Vango seria ordenado padre. Tem início então uma eletrizante corrida para salvar sua própria pele, escalando construções históricas de Paris entre eles, a Catedral de Notre-Dame. Saltos de um trem em movimento, arriscados “passeios” dependurado em um zepelim a beira de um vulcão.França, Itália, Escócia e até mesmo o Brasil, são alguns dos lugares que Vango acabou passando durante uma de suas fugas. E na maioria delas a bordo do famoso Graf Zeppelin, o enorme dirigível que fascinou o mundo  no início do século XX.

vango

Além de toda a aventura e os perigos enfrentado pelo protagonista desta história, o que mais me fascinou neste livro foi a extensa pesquisa  feita pelo  autor francês Timothée de Fombelle. O livro é riquíssimo  em detalhes históricos, personagens verídicos e situações que marcaram a história da Europa. O autor inseriu personagens como Joseph Stalin,  Adolph Hittler e Hugo Eckener, que foi o comandante do Graf Zeppelin, o primeiro dirigível a dar a volta ao mundo em 1929 de uma forma fácil de ser assimilada por jovens estudantes, que ainda não estão muito familiarizados com essas figuras históricas.

No final do livro o autor inseriu “A história dentro da história”, contendo mapas, descrições, pequenas biografias e fotos de alguns dos mais importantes personagens históricos citados em Vango – entre o céu e a terra. Fiquei encantada pelo livro, pela riqueza de informações que chega até o leitor de uma forma leve e divertida, sempre rodeada de muita aventura e mistério sobre o jovem herói Vango.

Este livro é o primeiro de uma duologia, o segundo se chama Vango – Um príncipe sem rumo e será lançado também pela Editora Melhoramentos, ainda sem data prevista. Leitura super indicada para jovens leitores e estudantes que queiram se aprofundar na época de intervalo entre as duas guerras mundiais, de uma forma gostosa, sem ser massante. Super indico! Leiam!

Vango – entre o céu e a terra
Editora Melhoramentos
360 páginas
Comprar: Amazon|Americanas|Saraiva|Submarino
4 star
09/07/2015
/

Voos e sinos e misteriosos destinos [Resenha + Sorteio]

Posted in Livros by

59 - Vôos, sinos e misteriosos destinosNesta fábula moderna, com gosto das aventuras clássicas que encantam os jovens leitores há tantos anos, conhecemos a história de Jack Foster, um garoto de dez anos que, como qualquer um da sua idade, sonhava viver grandes aventuras. Ele morava em Londres mas estudava em um colégio interno, voltando para casa apenas nas férias, quando ficava completamente entediado. Mas, um certo dia, Jack atravessa uma porta mágica e, do outro lado, encontra uma cidade ao mesmo tempo muito parecida e muito diferente daquela que conhecia. Em Londinium, apesar de reconhecer as ruas e prédios, ele encontra um cenário steampunk, com engrenagens e fuligem por todos os lados. Por ali era raro encontrar alguém que não tivesse nenhuma parte do corpo feita de metal. E era justamente isso que a Senhora – uma mulher rígida e temperamental que governava a cidade desde sempre – buscava: um filho de carne e osso. Jack logo descobre que aquele lugar era extremamente perigoso, e que voltar para casa não seria tão fácil quanto tinha sido chegar até ali…

Quando a Companhia das Letras liberou os lançamentos do mês de Setembro, logo de cara, este livrinho me chamou a atenção. Primeiramente pela capa, que é maravilhosa, mas também gostei bastante da sinopse. Diferente do estilo em que estou acostumada a ler, mas resolvi arriscar. E felizmente não me arrependi.

Voos e sinos e misteriosos destinos, vai contar a história de Jack Foster. Um menino de apenas 10 anos de idade, nascido em uma abastada família de Londres. Passando a maior parte de seu tempo em um colégio interno, ele só voltava para casa nas férias e feriados. O que para ele sempre foi o maior tédio, já que em sua casa não havia amigos para brincar e sua mãe estava sempre ocupada dando jantares, oferecendo chá para as amigas e sorrindo muito. Então o pequeno Jack se ocupada do que mais o atraia… engrenagens. Montava e desmontava relógios  e o que mais encontrasse pela  frente.

voos e sinos e misteriosos destinos

Certo dia, sem querer, Jack acaba atravessando uma porta mágica e secreta e cai diretamente em Londinium. À primeira vista, esta cidade era exatamente como Londres. Mas ao prestar mais atenção, Jack começa a distinguir as diferenças. Em Londinium para o lado que se olhe, só se vê engrenagens, fuligem, vapor e metal, muito metal. Um cenário totalmente steampunk. Jack percebe também que os moradores de Londinium tinham sempre alguma parte de metal em seu corpo. Seja um braço, uma perna, um olho, ou muitas partes.O menino descobre também que a Senhora, soberana em Londinium procura exatamente alguém como ele para ser seu novo filho, alguém de carne e osso. Para se esconder das vistas da Senhora e encontrar um lugar para ficar, já que inicialmente Jack não quer nem ouvir falar em voltar para sua Londres, ele vai contar com a ajuda de seus novos amigos, Beth, dr. Cataplasma e Xeno.

Li praticamente o livro todo em voz alta (306 páginas), já que minha filha de 7 anos se interessou muito pela capa e pelas gravuras. Ela, assim como eu, ficou encantada pelas aventuras de Jack e principalmente por sua amiguinha Beth, uma menina/robô com inteligência e atitudes, mas que só funcionava quando davam corda nela. Fadinhas encrenqueiras, de asas metálicas também estavam presentes em diversas aventuras. Achei a trama bem infantil, apesar de que algumas passagens foram um pouco “pesadas” demais para ser lido para uma criança. Pulei essas partes. Mas o ritmo de aventura, as fugas  do terrível vilão Lorcan e o misterioso Pássaro Mecânico com certeza irão deixar qualquer criança bem instigada pela leitura. Este é o primeiro livro no gênero Steampunk que leio. E eu e a Nadine aprovamos! Gostei bastante da originalidade da história e o texto fluido, recheado de magia e mistério,  faz com que seja uma leitura extremamente rápida e agradável. Recomendo!

Voos e sinos e misteriosos destinos – Emma Trevayne
Editora Seguinte
306 páginas
Comprar: Submarino||Saraiva
4 estrelas2
sobre a autora
 
emma trevayne

Emma Trevayne é escritora em tempo integral. Adora música e fotografia. Também escreve livros para o público juvenil, com Coda, seu primeiro romance, e a sequência Chorus. Já morou no Canadá, Inglaterra e Estados Unidos. Você pode segui-la no Twitter: @EMentior.

.

.

sorteio

a Rafflecopter giveaway

13/10/2014
/

O Falso Príncipe [Resenha + Sorteio]

Posted in Livros, Sorteios by

Em uma terra muito distante, a guerra civil é iminente. Para unificar o reino, um nobre chamado Conner trama um plano ousado, procurando por um garoto que se passe pelo filho desaparecido do rei e assuma o trono. Quatro órfãos são forçados a competir pelo papel, entre eles o rebelde e esperto Sage. O garoto sabe que os motivos de Conner são mais do que questionáveis e que sua vida está por um fio – se ele não for escolhido como príncipe na farsa, será morto. Seus rivais tem suas próprias táticas para vencer, e Sage não pode confiar em ninguém. Depois que Sage se muda do orfanato miserável onde vivia para o suntuoso palácio de Conner, os planos de seu novo mestre vão ficando mais e mais claros, até que finalmente a terrível verdade é revelada, provando-se muito mais perigosa do que qualquer mentira na qual ele já acreditou.

Sempre que uma editora parceira lança um novo livro, corro pro Skoob e GoodReads para ver a opinião de quem leu. Quando fui procurar sobre o livro “O Falso Príncipe“, lançamento da Verus Editora, me surpreendi com tantas resenhas positivas. E fiquei super curiosa pela história.

Confesso que o gênero Infantojuvenil/Fantasia/Medieval não é dos que mais me atrai. Mas como a curiosidade foi grande, resolvi dar uma chance a ele. Minha surpresa foi imensa, pois eu simplesmente amei o livro!

O Reino de Carthya está prestes a entrar em colapso. Os moradores acreditam que o Rei, a Rainha e seu filho foram assassinados. O filho mais novo do rei, também acreditam que esteja morto, embora nunca tenham encontrado o corpo.

Um nobre chamado Conner, bola um plano mirabolante, procurando um garoto que possa se passar pelo filho caçula do rei a muito desaparecido. Para isso, Conner percorre diversos orfanatos e acaba escolhendo 4 garotos que possuem semelhanças físicas, que teria hoje o verdadeiro príncipe.

Entre os 4 garotos, o que mais se destaca é Sage. Ousado, destemido, rebelde e esperto ele sabe que o plano de Conner é arriscado e se não for ele o escolhido para representar diante de todo o reino o papel de  príncipe, ele estará morto.

Os garotos são levados para o belíssimo palácio de Conner e então começam os treinamentos. Como órfãos pobres, os garotos são completamente ignorantes. Eles precisam de aulas de escrita e leitura, boas maneiras, montaria e luta com espadas. Cada um deles se destaca em uma modalidade e estão dando tudo de si para serem escolhidos como o príncipe nessa grande farsa.

Aventura, emoção e reviravoltas. Esse livro é recheado de ação que vai prender o leitor do começo ao fim. Comigo foi assim. A autora criou um personagem tão cativante, mesmo sendo petulante ao extremo, é impossível não torcer por ele. Seus dois rivais, Roden e Tobias também tem um papel importante na história. Cada um deles com uma personalidade tão distinta que nos deixa fascinados com a persepção da autora.

O tipo de história que me deixa encantada, com muitas revelações e reviravoltas no final. Este é o primeiro livro de uma trilogia. E nem preciso dizer que já estou doida pela continuação. Gostei muito e recomendo a todos, principalmente pra quem é fã de histórias de reis, rainhas, coroas e reinos. Super recomendo!

O Falso Príncipe – Jennifer A. Nielsen
Verus Editora
295 páginas
Comprar: SARAIVA||FNAC

:heart: :heart: :heart: :heart: :heart:

PARTICIPE DO SORTEIO!

a Rafflecopter giveaway

14/04/2013
/

Extraordinário

Posted in Livros by

Primeiro lugar da lista de best-sellers do The New York Times, eleito um dos melhores títulos YA de 2012 nos Estados Unidos, o premiado livro de estreia da americana R. J. Palacio traz à tona a luta contra o preconceito ao contar a história de um menino de 10 anos que nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial. Narrado da perspectiva de August e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade – um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo.

Tocante, comovente, inesquecível! Esse livro me cativou já pela capa. Desde que li a sinopse, imaginei que fosse gostar muito. Só não imaginei que fosse me tocar tanto…

August é um menino de 10 anos que nasceu com uma rara doença genética. O que causou uma grave deformidade crânio-facial. Ele nunca frequentou a escola, sua mãe lhe ensinou tudo o que ele sabe.

Mas agora aos 10 anos ele está pronto (ou não) para enfrentar o mundo lá fora. Logo nos primeiros dias de aula, no 5º ano, ele se depara com o horror, o nojo e o desprezo dos alunos do colégio. Só o que ele tem a fazer é ignorar, fingir que não está vendo nada de mais. Mas quando o bullyng começa a tomar o lugar do desprezo, August sofre calado.

Três coleguinhas de sua sala são “escalados” para apresentar o colégio e fazer companhia a August. Ele sabe, que foi uma imposição do diretor da escola e que esses “novos amigos” estão ao seu lado por obrigação.

Tudo o que August quer, é mostrar a todos que apesar de sua aparência incomum, ele é um garoto como qualquer outro. Fã de Star Wars e  apaixonado por sua cadelinha Dayse.

É como aquelas pessoas que às vezes você vê e não consegue imaginar como seria estar no lugar delas, seja alguém em uma cadeira de rodas, ou alguém que não pode falar. Eu sei que sou essa pessoa para os outros, talvez para todas aquelas pessoas naquele auditório.
Para mim, porém, sou apenas eu. Um garoto comum.

Apesar da  infelicidade com sua aparência, August tem um senso de humor incrível. Em alguns momentos até faz piada de sua própria aparência. Mesmo com todo o drama que é sua vida e o que ele enfrenta, o amor ao seu redor supera tudo de ruim.

Não sei se consigo explicar em palavras o que senti lendo “Extraordinário”. Por ter um filho da mesma idade de August, em vários momentos eu me colocava no lugar da mãe, sempre tão dedicada e amorosa. É de partir o coração, o sofrimento que o pequeno August sente por dentro. Porque em muitas vezes, ele estava fazendo piada mas se corroendo por dentro.

Ele é um menino feliz, por ser tão amado por seus pais e irmã, mas ao mesmo tempo a dor que ele carrega, por ter uma aparência tão “assustadora” o deixa extremamente infeliz.

“Os olhos dele ficam cerca de dois centímetros abaixo de onde deveriam, quase no meio das bochechas. São caídos, formando um ângulo acentuado, quase como se alguém tivesse aberto duas fendas diagonais em seu rosto, e o esquerdo  é claramente mais baixo que o direito. E são esbugalhados, porque as cavidades oculares são pequenas demais para comportá-los. Ele não tem sobrancelhas nem cílios. O nariz é desproporcionalmente grande para o rosto e meio largo. A cabeça dele é afundada nas laterais, no lugar onde deveriam estar as orelhas.Ele não tem maças do rosto…”

Extraordinário é uma lição de vida, uma lição de amor. Me fez chorar em vários momentos. De alegria, de tristeza, uma mistura de sentimentos que toma conta durante toda a leitura.

O livro é narrado do ponto de vista do próprio August, de sua irmã Via e  de seus novos amigos da escola.

O que mais me deixa triste, é saber que isso é tão real! É saber (imaginar) o quanto uma criança assim sofre e o quão maldosos podem ser as crianças que tem coragem de zombar da aparência de um inocente que não tem culpa nenhuma de ter nascido assim.

Extraordinário é um livro capaz de tocar o coração mais duro. Porque é impossível durante a leitura, não se colocar no lugar de qualquer um dos envolvidos na vida de August, seja sua mãe, seu pai, sua irmã…

Enfim, uma leitura recomendada a todas as idades, sem distinção. Só não esqueça de separar um lencinho, porque certamente, muitas lágrimas vão rolar… :wub:

Extraordinário – R.J. Palacio
Editora Intrínseca
318 páginas
:heart: :heart: :heart: :heart: :heart:

BOOKTRAILER

21/02/2013
/

Branca de Neve e o Caçador

Posted in Livros by

Há dez anos, a vingativa Rainha Ravenna assassinou o rei na mesma noite em que se casara com ele. No entanto, dominar o reino tornou-se um sofrimento para a Rainha. Para salvar seus poderes, ela deve devorar um coração puro, e Branca de Neve é a única pessoa com esse coração. A fim de capturá-la, Ravenna recorre ao Caçador, o único homem que já se aventurou pela Floresta Sombria e sobreviveu. Branca de Neve será morta pelo Caçador? Ou será treinada por ele e se tornará a melhor guerreira que o reino já conheceu?

O livro conta a história de Branca de Neve, uma princesa, que perde sua mãe logo cedo e tem seu pai assassinado logo depois de casar com a poderosa bruxa Ravenna.

Trancafiada por longos 10 anos numa torre, Branca de Neve consegue fugir para a Floresta Sombria, mas é novamente capturada pelo Caçador, contratado pela Rainha Ravenna que, como prêmio, prometeu-lhe trazer sua esposa Sara de volta dos mortos.

Eric, o Caçador, após descobrir por Finn, irmão de Ravenna que a bruxa não tinha poderes para cumprir sua promessa, se revolta contra a Rainha e ajuda Branca de Neve a escapar de seu terrível destino certo: a morte.

Praticamente durante toda a história, Branca de Neve e o Caçador lutam por sua sobrevivência fugindo do exército de Ravenna e ao longo do caminho vão conhecendo grandes amigos e poderosos aliados.

Ravenna nunca quis realmente matar a princesa, porém, ao descobrir que Branca de Neve era a mulher mais linda do reino, e não ela como sempre pensou, e que somente Branca de Neve poderia lhe conceder a imortalidade, não pensou duas vezes ao decidir arrancar o coração puro da menina.

A Rainha, portanto, resolve caçá-la sozinha para alcançar o seu poderoso desejo. Quando encontra Branca de Neve, se faz passar por seu antigo amigo William e consegue fazer com que ela coma um pedaço da maçã envenenada que lhe oferece. Assim que engole o pedaço do fruto, a princesa cai morta aos seus pés. Mas sua tentativa de lhe arrancar o coração resta infrutífera no momento em que seus aliados correm para tentar salvá-la.

O reino cai novamente em luto com a morte da princesa. Eles não sabem, mas somente um beijo de um amor verdadeiro poderá salvá-la.

A princesa é beijada em seu velório, e depois de um tempo, desperta para ir em busca de sua vingança. Só ela pode matar Ravenna e recuperar seu reino, e com a ajuda de Eric e William, bem como dos anões e de outros voluntários, ruma à batalha de sua vida. Já não teme mais a morte, e se entrega de corpo e alma ao seu destino. Será que Branca de Neve conseguirá derrotar a Rainha má e reivindicar seu trono restaurando a alegria e paz ao seu reino? Leiam e descubram.

Confesso que quando ganhei o livro não tive muita vontade de lê-lo, pois me decepcionei mto com o filme que foi feito de mesmo nome. Pelo que entendi, na verdade o livro é uma adaptação do filme, foi feito depois do filme.

Assim como o filme, achei a leitura fraca e cansativa, não convincente. Esperava por uma grande história de amor, ou boas cenas de batalha, mas, assim como no filme, nada disso aconteceu.

Talvez toda a minha frustração em relação a essa obra seja pelo fato de, nesse ano, outras obras desse mesmo tema terem surgido e aberto margens para comparação uns com os outros. No início do ano foram lançados o filme Mirror, Mirror (Espelho, espelho meu), com a Julia Roberts, e o seriado Once Upon a Time, ambos contando a história da Branca de Neve.

Não tenho nem o que falar de Mirror, Mirror. Para mim, uma grande decepção. Já devia imaginar o que me aguardava um filme a la Disney. E olha que adoro obras infanto-juvenis. Então, quando vi o trailer da Branca de Neve e o Caçador pensei, aí sim virá um grande filme, de ação e romance que contará de uma forma mais intensa a história da princesa de pele alva e lábios vermelhos. Estava até muito curiosa em ver Kristen Stewart em cenas de luta. Mas tamanha foi minha decepção que quase não consegui terminar de assistir ao filme, se não fosse pela formidável interpretação da Charlize Theron.

Quando comecei a assistir Once Upon a Time, foi amor à primeira vista. Desses 3 títulos, o OUAT me impressionou pela sua originalidade e pela sua produção. Portanto, tudo agora que leio ou vejo no tema Branca de Neve, acabam sofrendo comparação com o OUAT e, consequentemente tb acabam sendo rejeitados por, na minha opinião, não chegarem aos pés do OUAT.

De qualquer forma, o livro A Branca de Neve e o Caçador não é ruim. Se vcs quiserem ler, só aconselho a não lerem com grandes expectativas como eu fiz, então talvez vcs não se frustrem tanto como eu. Se alguém já tiver lido ou for ler, vou adorar saber a opinião de vcs.

A Branca de Neve e o Caçador – Lily Blake
Editora Novo Conceito
208 páginas
Comprar: Fnac (por apenas R$ 15,00)

:heart: :heart:

03/12/2012
/

O azarão

Posted in Livros by

Antes de tornar-se mundialmente conhecido, Markus Zusak escreveu uma trilogia de sucesso que somente agora está sendo publicada no Brasil. O primeiro título chama-se O Azarão. Fãs de A menina que roubava livros não podem deixar de ler os romances que inciaram a carreira estelar desse autor. Narrado em primeira pessoa, o livro apresenta a história de Cameron Wolfe, um garoto de 15 anos, perdido na vida e que vive às turras com a família. Trabalha com o pai encanador e sua mãe está sempre brigando com os filhos, na pequena casa onde todos moram juntos. Steve é o mais velho e mais bem-sucedido. Sarah é a segunda, e está sempre dando uns amassos com o namorado. Rube é o terceiro e o mais próximo de Cameron. Os dois, além de boxeadores amadores, vivem armando esquemas para roubar lojas e outros locais do tipo. Contudo, os planos nunca saem do papel. Uma história sobre a vida e sobre as lições que dela podem ser tiradas. Um romance de formação que exibe um jovem incorrigível, infeliz consigo mesmo e com sua vida. – “Tento ser humano em minha escrita. Comecei a escrever porque era o caminho natural. Durante o ensino médio eu era muito introvertido. Sempre tinha histórias na cabeça. Então comecei a escrevê-las.” – Markus Zusak

O azarão é o primeiro livro escrito por Markus Zusak, autor best seller que ficou por várias semanas consecutivas na lista dos mais vendidos do New York Times por seu maravilhoso livro “A menina que roubava livros“. Só agora sua trilogia “Irmãos Wolfe” será lançado aqui no Brasil. Este é o primeiro livro.

Cameron Wolfe é um jovem de 15 anos, inseguro, solitário e infeliz. Vive uma vidinha medíocre, sempre arrumando confusão com sua família, o pai encanador, a mãe diarista, o irmão Rube, que é  seu companheiro de tramóias, seu irmão mais velho Steve, o bem sucedido da família e sua irmã Sarah. Cameron é o caçula da família.

Sua maior distração é planejar pequenos furtos na vizinhança, sempre arquitetados por Rube. Claro que os planos nem sempre dão certo e então é hora de ouvir o sermão do pai ou da mãe.

Quando Cameron conhece  Rebecca logo percebe que está diante da garota de seus sonhos. Rebecca é linda, inteligente, real! Não uma daquelas garotas de folhetos com que Cameron tem ilusão. Então ele decide mudar suas atitudes, seus pensamentos, sua forma de ver a vida. Ele precisa ser um vencedor para merecer alguém tão especial quanto Rebecca.

Narrado em primeira pessoa, por Cameron, é como se ele estivesse desabafando mesmo, tamanha a intimidade que a gente sente por ele. Convivemos com suas angústias, seus medos, fracassos e solidão. E o pior, sua baixa auto-estima. Cameron não se sente merecedor de amor, de carinho ou amizade de ninguém. Ele se sente um total fracasso.

“Que garota que se respeita podia me suporta? Cabelo sempre bagunçado. Mãos e pés sujos. Sorriso torto. Que andava mancando, preocupado . Não. Definitivamente, isso não era bom. Nada disso. “

A tristeza que ele sente é tão profunda, sua solidão é tão tocante que chega a nos comover. Ainda mais por saber que essa história tem um quê de autobiográfico. O livro é fininho, dá pra ler numa pegada só. Mas é intenso e com certeza vai tocar os jovens que o lerem. Dependendo da idade do leitor, ele vai se ver em algumas situações e pensamentos de Cameron.

“Bem, este é basicamente o fim, então, as respostas devem estar nas próximas páginas. Duvido que surpreendam você, mas nunca se sabe. Não sei se você é inteligente ou burro. E até onde sei, você podia ser Albert Einstein ou um vencedor de prêmios literários, ou talvez só alguém medíocre como eu.”

O azarão – Markus Zusak
Editora Bertrand
176 páginas
Á venda a partir de Dezembro/2012
:heart: :heart: :heart:
.
.
25/11/2012
/

Bem mais perto

Posted in Livros by

Quando Brooke descobre que o amor de sua vida, Scott Abrams, está se mudando do subúrbio de New Jersey para Nova York, ela decide segui-lo até lá. Viver com o pai ausente e se adaptar a uma escola totalmente nova são desafiantes para ela — e as coisas ficam ainda piores quando ela descobre que Scott já tem uma namorada. Mas como ela aprende a sobreviver na cidade grande, começa a descobrir todo um novo lado de si mesma e percebe que, às vezes, o amor pode te encontrar mesmo quando você não está olhando para ele.

Brooke é uma adolescente dotada de um QI de gênio, amante de origamis, filha de pais separados, vive com a mãe em New Jersey. Está concluindo o segundo ano do ensino médio e não tem nem idéia do que quer ser quando crescer. Só tem uma certeza na vida, que ama Scott Abrams e SABE que eles pertencem um ao outro. O grande problema é que Scott não tem nem idéia da sua existência, quanto menos de que eles devem ficar juntos (hehe). É aí que as coisas se complicam.

Brooke não agüenta mais ficar escondendo esse segredo e resolve procurar Scott para revelar toda a verdade, mesmo suas amigas sendo contra. Quando ela finalmente consegue um momento a sós com o menino e cria coragem, descobre que Scott está de mudança para Nova York.

Ela fica arrasada, precisa agir. Não pode deixar seu amor escapar por entre seus dedos sem fazer nada. Portanto decide. Vai atrás de Scott em Nova York e vai provar a ele que eles têm que ficar juntos.

Brooke resolve ir morar com seu pai em Nova York, mesmo depois de ter sofrido anos de abandono por parte dele, afinal, todo sacrifício é necessário para se conquistar Scott. Nos primeiros dias de aula no novo colégio é presenteada com surpresas maravilhosas, Scott não só mora perto da sua nova casa como também estuda no mesmo colégio que ela. Isso era demais para ser verdade, era o destino.

“Agora que sei para onde esta vida está indo, é hora de decidir como quero chegar lá.”

Mas nem tudo são flores. Apesar de estar na cidade em que sempre sonhou morar e ter Scott ao seu alcance, ela terá que conquistá-lo, provar a ele sua teoria e seu amor, mas isso dará certo? Até onde Brooke será capaz de ir para fazer Scott entender que suas vidas estão entrelaçadas? Ela será capaz de abrir mão da família, das verdadeiras amizades e até de seus sonhos? Todos os sacrifícios valerão a pena em prol de um amor?

Isso é o que vocês irão saber ao ler o livro. “Bem de perto” é um livro infanto-juvenil bem leve, romântico e rápido de se ler, descontraído e divertido, mas com uma lição de moral sutil que nos faz pensar sobre os relacionamentos amorosos e sobre a vida.

Eu confesso que me diverti lendo o livro porque me identifiquei muito com as loucuras que Brooke comete para tentar ficar com Scott. Quem nunca fez loucuras por amor? Quem nunca escutou determinada banda só porque o outro gosta, ou que aprendeu tudo sobre futebol para poder ter assunto para conversar com o bem amado que jogue a primeira pedra (hehe.. eu mesma já fiz muitas dessas.. segredo.. hehe).

Além disso, fiquei encantada com as narrativas da autora sobre Nova York, que evidentemente ama a cidade, pincelando para a gente a magia de certos locais e paisagens.

A história apesar de ser um clichê para alguns, é viciante, e eu, como amante de Chick-lits, adorei. Recomendadíssimo!!

Bem mais perto. Acordando para uma vida nova. – Susane Colasanti
Editora Novo Conceito
240 páginas
Comprar: Submarino (por somente 19,90)

:heart: :heart: :heart: :heart: :heart:

01/11/2012
/

Amazon – Guerreiros da Amazônia

Posted in Livros by

Na Floresta Amazônica, uma cidade, um segredo. Das sombras surge uma ameaça, um homem terrível com seus capangas e robôs. Do “Templo da Luz”, um chamado. Três jovens, “Armaduras Sagradas”, e uma missão tão importante quanto a vida. Está começando uma corrida contra o tempo para salvar a floresta da devastação. Chegou o momento de convocar os “Guerreiros da Amazônia”. Você não pode fugir do seu destino!

Amazon – Guerreiros da Amazônia é um livro recheado de aventuras. A história toda se desenrola no interior da floresta Amazônica.

Tudo tem início quando três jovens, Cynthia, Kleiton e Allan, vencem um concurso cujo prêmio era uma viagem à Floresta Amazônica. Mas um terrível acidente aéreo acaba mudando o rumo de  suas vidas.

Felizmente todos sobrevivem à queda e explosão do avião, mas os três jovens acabam se separando dos outros três passageiros do avião, dois cientistas e o piloto. Perdidos na floresta e cada vez mais adoentados e fracos os jovens recebem uma inesperada ajuda de alguns índios que vivem no meio da floresta.

Ao perceber que o estado de saúde de um dos jovens é extremamente delicado, os índios os encaminham a um misterioso povo que vive totalmente isolado no topo de uma montanha.

Uma história repleta de aventuras, lendas da floresta amazônica e muitos personagens cativantes. Super heróis dispostos a salvar a Floresta Amazônica e um terrível vilão a fim de destruí-la. É um livro infantil muito bem escrito, com linguagem simples e de fácil entendimento pelas crianças. O que mais chama atenção, além da idéia da história que eu achei super original, são as ilustrações estilo HQ. Praticamente todas as páginas tem ilustrações, muito bem feitas por sinal, que com certeza prende a criança na leitura, mesmo sendo um livro relativamente longo (182).  Além de um Glossário nas últimas páginas com todas as principais dúvidas que uma criança possa ter ao longo da leitura.

Na minha opinião, Amazon seria uma ótima dica de leitura escolar. Pois a criança aprende e se diverte ao mesmo tempo. Em nenhum momento a leitura se torna cansativa, pois não é aprofundada em muitos detalhes, que certamente deixaria uma criança enfadada. Meu filho de 10 anos leu o livro todo e adorou! Li para minha filha de 5 anos que também adorou. Enfim, uma ótima dica de leitura infantil. Sem dúvida vai agradar, principalmente os meninos fãs de super heróis. Recomendo

Amazon – Guerreiros da Amazônia de Ronaldo Barcelos Ilustração Ronaldo Santana
Editora Litteris
216 páginas
Comprar: Saraiva
Site
Fan Page
:heart: :heart: :heart: :heart: :heart:

BOOKTRAILER
httpvhd://www.youtube.com/watch?v=0Lo5TtdjzA0
16/10/2012
/

Conselho de Amiga

Posted in Livros by

Ruby está completando 16 anos, mas o dia especial não é tão doce quanto foi planejado. Seu pai, desaparecido há muito tempo, aparece e Ruby não quer ter nenhum contato com ele. Ao contrário, ela quer sair com suas amigas: a leal Beth, a perigosa Katherine e a fofoqueira Maria. Elas dão muitos conselhos a Ruby – sobre garotos, sobre seu pai, como ela deve se vestir e como deveria estar se sentindo. Mas, na verdade, ela não sabe o que pensar ou sentir. Especialmente quando um novo garoto entra em cena e Ruby descobre que algumas de suas amigas não são tão sinceras quanto dizem.

A história do livro gira em torno da vida de Ruby, uma adolescente que está completando 16 anos e que no dia da festa do seu aniversário, seu pai, Jim, reaparece, reabrindo uma ferida há tempos adormecida em seu coração. Desde a partida misteriosa e abrupta de seu pai, Ruby tem uma vida muito conturbada e emocionalmente abalada. Ficou anos em tratamento psicoterápico tentando se curar do trauma e no decorrer do livro fica visível que ela nunca conseguiu ter uma vida “normal”. A relação dela com a mãe é muito distante, ambas têm um problema bem sério de comunicação e falta de intimidade, e isso agrava seus sentimentos de solidão. As duas nunca conseguiram conversar abertamente sobre a partida de Jim, pois nunca se recuperaram plenamente desse episódio. E o fato de terem compartilhado essa experiência dolorosa só as afasta ainda mais. A única pessoa com quem Ruby conseguia se abrir e que a fazia se sentir melhor, era sua melhor amiga Beth.

Beth e Ruby eram amigas desde crianças, e desde que Jim abandonou Ruby e sua mãe, Beth e Ruby ficaram ainda mais próximas. Beth tinha um instinto muito forte de querer proteger e poupar a amiga de quaisquer sofrimentos e, por isso, vivia dando conselhos a ela de como viver, como se sentir, do que fazer. Além de Beth, Ruby tinha outras duas amigas, Maria, uma menina interessada somente no assunto que dizia respeito aos meninos, namoro e ficadas, e Katherine, uma menina muito diferente das demais, impulsiva, agressiva, egoísta e individualista.

Desde seu aniversário, Ruby se depara com um turbilhão de sentimentos e dúvidas. Ela nunca conseguiu entender porque seu pai saiu de casa, porque as abandonou, e isso a corrói por dentro. Quando ela descobre que seu pai ainda está na cidade, e quer vê-la, isso cai como uma bomba em seu colo porque ela não sabe o que fazer. Ela quer vê-lo? Ela quer esquecê-lo? A única coisa que ela sabe é que ainda sente muito ódio dele e pena da mãe. E tudo piora quando ela descobre que uma de suas amigas não é tão sincera como ela imaginava. De que servem conselhos se quem os dá não tem moral para opinar?

No meio dessa confusão, Ruby conhece Charlie, um menino doce, meio fora do comum que mexe com seus sentimentos. Seu primeiro amor, seu primeiro namorado. E ele é essencial em sua vida, para acalmá-la, escutá-la, ampará-la e ajudá-la a decidir o que fazer. Mas no final do livro descobrimos que nem tudo é como parecia ser. Ruby enfrenta um choque de realidade que quebra todas as crenças que ela tinha até então. Máscaras caem e ela tem que aprender a enfrentar seus medos e inseguranças para tomar as rédeas da sua vida e vivê-la livremente pela primeira vez, sem a interferência de ninguém.

Quando li a sinopse do livro, achei que fosse um Chick lit adolescente, leve e divertido de se ler. Infelizmente não é. Achei o livro cansativo e arrastado. O tempo todo eu ficava esperando “algo” acontecer para dar um rumo e engrenar a história, mas esse “algo” nunca chegava. Em nenhum momento me diverti, ou ri, pelo contrário, o livro é bem dramático e intenso, como os sentimentos a flor da pele de um adolescente. Ruby está vivendo um momento bem negro de sua vida, então somos levados a dividir com ela esses momentos de dor, solidão, desespero e dúvida. Quando chegava cada vez mais perto do final, torcia para que a história me surpreendesse e desse uma guinada, mas infelizmente o final foi bem previsível e pouco emocionante.

Talvez tenha esperado demais desse livro, ou talvez não tenha gostado da narrativa da autora, por isso tenha me decepcionado. Nada contra literaturas infanto-juvenis, pelo contrário, adoro, já li várias, e também adoro ver filmes e seriados nesse estilo, porque lembro de mim adolescente e me identifico bastante com todas essas histórias de teenager drama, mas esse livro infelizmente não me impressinou e nem me prendeu.

Acho que o único ponto favorável que o livro teve, foi o fato de nos fazer pensar sobre os “conselhos de amiga”. Têm muitas pessoas que por medo e insegurança de viverem suas vidas, acabam vivendo conforme o que os outros dizem ou acham, por ser algo mais fácil e confortável de se lidar. Acontece que os outros não estão vivendo na nossa pele, e não têm condições de saber o que realmente é melhor pra nós. Aquela velha história, se conselho fosse bom, seria vendido e não dado. Temos que aprender a viver de acordo com os nossos sentimentos e crenças e deixarmos um pouco de lado a opinião dos outros, só assim seremos livres para errar e acertar, e para vivermos a nossa vida. Só assim não nos arrependeremos das escolhas que fizemos por causa de conselhos dados por outros. E acho que essa é uma das lições que Ruby aprende no final do livro.

P.S. Depois que termino de fazer minha resenha tenho o costume de ir no google pesquisar sobre a opinião de outras pessoas sobre o mesmo livro/filme/seriado, ver o ponto de vista delas, ver se não me esqueci de comentar algo relevante/importante. Duas coisas me chamaram atenção sobre as resenhas desse livro: Primeiro, cada resenha que li abordou um foco específico sobre o livro. Por ex., eu falei mais sobre os “conselhos de amiga”, a necessidade de vivermos a vida sem depender de ninguém, outras pessoas abordaram o tema divórcio, outras a relação de pais e filhos, outras sobre o crescimento pessoal, etc. Vendo isso, percebi como cada resenha, vistas de forma individual, são pobres  por não conseguirem analisar a obra como um todo e de maneira profunda. E somente lidas em conjunto é que se pode realmente ter uma boa análise do livro.

Em segundo lugar, 95% das resenhas brasileiras que li compactuam com a minha opinião, dizendo que a obra realmente foi fraca, sem graça, que poderia ter desenvolvido melhor a história e os personagens. Então resolvi procurar por resenhas estrangeiras e fiquei totalmente surpresa quando vi que 100% delas amamaram o livro, dizendo que ele era hipnotizante, divertido, emocionante. Fiquei muito confusa tentando entender o porque da diferença de opinições. Me fez pensar muito e acho que a ficha finalmente caiu. Talvez o alvo das nossas críticas, decepção e desgosto não tenha sido o livro em si, a narrativa da autora e sim, a tradução. É a única explicação que tenho para essa divergência de opiniões entre nós brasileiras e as meninas lá de fora. Talvez a tradutora tenha sido infeliz ao pegar um texto bem escrito, divertido e ter transformado-o num texto formal e chato. Acredito que deva ser muito difícil traduzir um livro escrito em uma outra língua, de uma outra cultura, para a nossa. Mas creio eu que em muitos casos, infelizmente, ao invés de livros serem traduzidos, eles são adaptados e uma nova história é escrita.  Agora fiquei muito curiosa. Adoraria saber a opinião de vcs, principalmente de quem teve a oportunidade de ler o livro original escrito em inglês.

Conselho de Amiga – Siobhan Vivian
Editora Nova Conceito
223 páginas
Comprar: Submarino

30/07/2012
/