Browsing Tag:

Filme

Vende-se esta casa – Filme NETFLIX

Posted in Filmes by

Toda sexta-feira fico ansiosa para ver as novidades que entram no catálogo Netflix. E quando entra um filme ou série de suspense, vai para Minha Lista na mesma hora. Assim que vi a sinopse e o trailer de Vende-se esta casa, fiquei super curiosa para assistir. O protagonista dessa trama é uma carinha bem conhecida dos fãs de Netflix, Dylan Minnette,  que protagonizou recentemente a série teen 13 Reasons Why, interpretando Clay Jansen.

O filme vai focar na vida de uma família, pai, mãe e filho adolescente. O pai acaba sofrendo um acidente fatal, na frente do filho. Como a família já estava bem desestruturada financeiramente, Naomi e Logan, (mãe e filho) após a tragédia, acabam se mudando para a casa da montanha da tia de Logan.

É uma casa grande e muito confortável, mas está a venda. Portanto, todo domingo, mãe e filho precisam se ausentar por algumas horas, a casa fica aberta à visitação,  os corretores de móveis recebem possíveis compradores da casa. Mas ao voltar para casa, após o primeiro período de ausência, mãe e filho começam a perceber coisas estranhas.

Principalmente Logan, que começa a ouvir barulhos estranhos, perceber que alguns objetos desaparecem de um cômodo para logo em seguida aparecer em outro. Ele está muito desconfiado, de que tem algo muito errado com essa casa…

O filme tem um clima de tensão muito grande, praticamente do início ao fim. As jogadas de câmera, sempre muito  lentas, e a trilha sonora, causam uma sensação grande de aflição durante toda a trama, principalmente as cenas no porão, que por si só, são sempre tensas.  Achei a interpretação do Dylan Minnette bem mediana, não me convenceu muito, apesar do clima de tensão.

Mas o final… o que foi aquele final? Quando subiram os créditos, fiquei me perguntando: Por quêêê??? Por que tiveram que estragar o filme no final? Detestei, totalmente sem nexo, faltou explicação, faltou um plot twist decente. Infelizmente não é um filme que eu possa indicar. Não fiquei brava, como aconteceu com “Bata antes de entrar” que eu odiei do início ao fim. Fiquei triste, justamente porque eu estava gostando muito. Mas infelizmente, não deu pra mim. E vocês, já assistiram? O que acharam? Me conta aqui nos comentários. Beijos e até a próxima :)

 

 

20/01/2018
/

Filmes e Seriados [Maio/15]

Posted in Filmes by

Mais um mês que se passou e eu continuei uma negação no quesito filmes. Vi apenas três filmes, mas em compensação vi o seriado Sherlock inteiro. Bora conferir o que rolou em Maio?

sessao-pipoca2

Os pinguins de Madagascar

4 star

19 - (MAIO) Os Pinguins de MadagascarUm dos meus desenhos atuais  favoritos é Madagascar. Acho aquela turma hilária, rio muito sempre que assisto. Então desde que Os pinguins de Madagascar foi lançado eu queria muito vê-lo. Então, juntamos toda a família na sala para ver qual era a desses pinguins maluquinhos. Achei a história boa, bem engraçada, mas confesso que esperava um pouquinho mais. Mas de qualquer forma, assistiria de novo, com certeza. Uma ótima dica de filme para ver com a família, o que infelizmente está cada dia mais difícil de se encontrar, principalmente se não for animação. Vi no Mega Filmes HD.

Festa no céu

5 star

 

20 - Festa no céuQuando esse desenho estreou no cinema ficamos super em dúvida entre ele e Os Boxtrolls. Acabamos decidindo pelos Boxtrolls. E desde então, só ouvia elogios Festa no céu, sobre os personagens, a trama diferente e tal. Então quando eu finalmente pude assiti-lo, fiquei encantada, fascinada pela história linda, romântica e dramática, diferente das animações que estamos acostumadas a ver por ai. Amei as cores, as músicas e os personagens. Sem dúvida, vou assistir novamente. Vi no Mega Filmes HD.

O jogo da imitação

4 star

 

21 - O jogo da imitaçãoDesde que saiu a lista com os indicados ao Oscar 2015 eu fiquei super a fim de ver esse filme. E como eu tinha acabado de ver o seriado Sherlock, e o protagonista de O jogo da imitação é o Benedict Cumberbatch, não pensei duas vezes na hora de escolher o filme do sabadão. Esperava um pouco mais da trama, mas de qualquer forma é um ótimo filme, com atuações impecáveis do Benedict e da Keira Knightley, que é uma atriz que eu gosto bastante. Gostei muito de conhecer um pouco sobre Alan Turing, pioneiro da computação, e é claro que depois  corri para o Google saber ainda mais sobre ele. Acho que veria novamente este filme. Vi no Netflix.

Seriado – Sherlock

favorito star

sherlockDesde que li o livro “O dia em que Sherlock Holmes morreu” fiquei muito curiosa por este seriado. E todo mundo me indicada, dizendo que eu precisava assistir. Obedeci neh! E… U.A.U, amei, amei! Fiquei alucinada, pela trama, pelos personagens. Vi o seriado todo em pouquíssimo tempo. São três temporadas com apenas 3 episódios em cada, mas com duração média de 1h:30 mim, bem diferente de outros seriados. Simplesmente não conseguia largar, e só parei quando acabou. Mesmo assim, comecei a ver novamente com meus filhos que também adoraram. Mal posso esperar pela nova temporada. Virou favoritíssima! Vi no Netflix.

Skoobpic010demoji_16850470decoojpFacebookpic010demoji_16850470decoojpTwitterpic010demoji_16850470decoojpInstagrampic010demoji_16850470decoojpYou tubepic010demoji_16850470decoojpFilmowpic010demoji_16850470decoojpPinterest

21/06/2015
/

[Filme] A teoria de tudo

Posted in Filmes by

5 - A teoria de tudoCostumo assistir a maioria dos filmes indicados ao Oscar sempre antes da premiação. Mas este ano, não consegui ver nenhum dos indicados. Mesmo o grande vencedor da noite ter sido Birdman, não me interessei muito por ele e decidi começar por A teoria de tudo. Imagino que não poderia ter feito melhor escolha.

A teoria de tudo, conta a história do famoso astrofísico e cosmólogo Stephen Hawking, que aos 21 anos foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) e recebeu a notícia de que teria no máximo, apenas mais dois anos de vida. Após o diagnóstico da doença ele se casa com Jane Wilde, que promete cuidá-lo enquanto ele viver. A doença degenerativa avança rapidamente, os anos se passam, o casal tem três filhos e mesmo em suas condições debilitantes, Stephen escreve o livro Uma breve história do tempo. A doença não afeta o cérebro, e Stephen Hawking é considerado até hoje uma das mentes mais brilhantes da ciência.

Eu fiquei encantada por esse filme, me emocionei em vários momentos. A atuação de Eddie Redmayne é perfeita, excepcional.  O Oscar de melhor ator para ele foi merecidíssimo! Mesmo não tendo visto os filmes com os outros indicados a melhor ator, acho difícil que algum deles possa ter sido melhor que Redmayne. Felicity Jones, que interpreta Jane também está impecável.

Jane Wilde Stephen Hawking

Jane Wilde e Stephen Hawking (A teoria de tudo)

A carga dramática desse filme é grande, e o que mais emociona é saber que é uma história real. É claro que o cinema romantiza sempre mais a história do que na verdade foi.  Lendo sobre a vida do casal no Google eu percebi  que algumas partes foram omitidas do filme, ou apenas suavizadas. De qualquer forma, é um filme maravilhoso.

Felicity Jones, Stephen Hawking e Eddie Redmayne

Felicity Jones, Stephen Hawking e Eddie Redmayne

O foco central da trama é a vida amorosa de Stephen Hawking, não sua carreira científica. Li algumas críticas sobre isso, dizendo que não foi enfatizado sua mente genial. Realmente, o filme enfatiza sua vida pessoal, sua luta diária contra  a doença e sua superação. Imagino que exatamente por isso eu tenha amado tanto o filme. Sem dúvida é um exemplo de vida. Eu indico!

Título original: Theory of Everything
Direção: James Marsh
Classificação: 10
123 minutos
5 estrelas2
 
 
 

Skoobpic010demoji_16850470decoojpFacebookpic010demoji_16850470decoojpTwitterpic010demoji_16850470decoojpInstagrampic010demoji_16850470decoojpYou tubepic010demoji_16850470decoojpFilmowpic010demoji_16850470decoojpPinterest

24/02/2015
/

Resumo do mês: Março

Posted in Novidades by

Mês de março eu estava bem inspirada para livros e principalmente para ver filmes. Aproveitei o feriado de carnaval, em casa e vi os filmes que concorreram ao Oscar, os que me interessaram. Quanto aos livros, poderia ter rendido bem mais, foram quase todos livros curtos, de leitura rápida. Bora conferir a lista toda?LIVROS

livros março

 

  1. A invenção das asas – Sue Monk Kidd (Editora Paralela)
  2. A festa de divórcio – Laura Dave (Editora Bertrand)
  3. Orgulho e Preconceito – Jane Austen (Penguim Companhia)
  4. O guardião – Nicholas Sparks (Editora Arqueiro)
  5. Álbum de casamento – Nora Roberts (Editora Arqueiro)
  6. A cidade dos segredos – Sasha Gould (Editora Novo Conceito)
  7. A lista do nunca – Koethi Zan (Editora Paralela)

 

FILMERS

 

filmes marçõ

 

  1. Se puder, dirija
  2. Frida
  3. As bem armadas
  4. O lobo de Wall Street
  5. Clube de compras Dallas
  6. 12 anos de escravidão
  7. Part of me
  8. Minha mãe é uma viagem
  9. Ela
  10. Questão de tempo
  11. Frozen
  12. Em Chamas
  13. De repente pai

Agora os favoritos do mês: O melhor livro sem dúvida, foi… Orgulho e Preconceito. Agora sei perfeitamente porque esse livro é tão adorado no mundo todo. O melhor filme foi difícil escolher. Posso escolher quatro??? hahaha Ai vai: Clube de compras Dallas, Ela, Questão de tempo e Frozen. E vocês, viram algum desses filmes ou leram algum desses livros? Me contem… Beijos!

09/04/2014
/

Filmow e Dica de Filme

Posted in Filmes, Ideias by

Vocês já conhecem o Filmow? É uma rede social para os aficionados por cinema. No site podemos pesquisar sobre filmes, ler comentários de outros usuários, marcar os filmes assistidos, classificá-los, marcar como “quero ver” ou “não quero ver” e Favoritos. Sempre que estou  a fim de ver uma filme, eu corro para o Filmow procurar indicações.

filmow.com/usuario/Ju_Oliveira

filmow.com/usuario/Ju_Oliveira

O último filme que vi, no fim de semana, entrou direto para minha lista de Favoritos do Filmow. O filme é “Os suspeitos“, com Hugh Jackman e Jake Gyllenhaal.

os-suspeitos

 

O filme começa com o desaparecimento de duas garotinhas, filhas de dois casais de amigos. Um deles, Hugh Jackman, fica desesperado à procura das crianças e quando percebe que a policia liberou o principal suspeito por falta de provas, o pai decide por conta própria sequestrar o suspeito, um deficiente mental. Imaginando assim, que pressionado, o suspeito fosse confessar e dizer onde estão as crianças.

Os suspeitos

Os suspeitos

O filme é longo, quase duas horas e meia de duração, mas a tensão é tão forte, que nem percebemos o tempo passar. Mudamos de idéia o tempo todo sobre o culpado pelo sequestro das meninas. A história é muito bem arquitetada e se prestarmos bastante  atenção aos diálogos, percebemos que há muitas dicas sobre o culpado. Além de Hugh Jackman e  Jake Gyllenhaal, que estão impecáveis no papel de pai e detetive, respectivamente, temos também Viola Davis e Terrence Howard, interpretando o os pais da outra garotinha desaparecida.

Os suspeitos

Os suspeitos

No final, apesar de tudo ter se esclarecido, achei um pouco contraditório, não concordei com o final, mas isso não muda minha opinião sobre o filme, que é fantástico! Assisti com meu marido e depois ficamos horas discutindo, isso e aquilo, o porque de algumas cenas. Ele sacou o verdadeiro culpado antes da metade do filme. Sem dúvida, um dos melhores filmes de suspense que já vi na vida. Daqueles de te fazer perder o fôlego, do início ao fim e quando acaba você só diz UAU!!! Super indico! E quem já assistiu, me digam o que acharam do final, a última cena. Filme nota 10!

 Para quem quiser me seguir no Filmow, este é meu perfil: Ju_Oliveira

 

17/01/2014
/

{Filme} Intocáveis

Posted in Filmes by

´43 - IntocáveisPhilippe (François Cluzet) é um aristocrata rico que, após sofrer um grave acidente, fica tetraplégico. Precisando de um assistente, ele decide contratar Driss (Omar Sy), um jovem problemático que não tem a menor experiência em cuidar de pessoas no seu estado. Aos poucos ele aprende a função, apesar das diversas gafes que comete. Philippe, por sua vez, se afeiçoa cada vez mais a Driss por ele não tratá-lo como um pobre coitado. Aos poucos a amizade entre eles se estabelece, com cada um conhecendo melhor o mundo do outro.

Desde o lançamento desse filme, no final de agosto de 2012, eu estava querendo muito vê-lo. Baseado numa história real, o filme conta a inusitada amizade entre um aristocrata francês, que ficou tetraplégico após um acidente de parapente e um ex presidiário, negro e pobre que acabou se tornando seu cuidador.

Quando Driss aparece na mansão de Philippe, candidato a uma vaga de cuidador, ele não queria nada além de uma simples assinatura, para validar seu seguro desemprego. Mas seu bom humor, sua auto estima e sua alegria de viver contagiaram imediatamente Philippe que praticamente o intimou a trabalhar para ele. Mesmo não tendo experiência nenhuma como cuidador, Driss aprende rapidinho a lidar com as limitações de Philippe. Os dois criam laços de amizade e uma forte ligação.

O que poderia ter sido um drama triste e choroso se torna uma deliciosa comédia, muito espirituosa. A lição de vida que o filme nos passa é linda! Vemos o crescimento como ser humano de cada um dos envolvidos. A amizade improvável que surge desse encontro é tocante. Um filme que vale muito a pena ver. Lindo demais, eu recomendo muito!

E para quem se interessar em saber mais sobre a  essa incrível história de amizade, aqui no Brasil já foi lançado dois livros sobre a vida deles.

Você mudou a minha vida – Editora Record

VOCE_MUDOU_A_MINHA_VIDA_1345581817PAbdel Sellou havia acabado de sair da prisão quando foi contratado como auxiliar de enfermagem por Philippe, um milionário que ficara tetraplégico. A partir daí surge a mais improvável das amizades, que mudará para sempre a vida de ambos. Sellou, que até agora havia permanecido reservado, conta, em Você Mudou a Minha Vida, sua surpreendente versão de sua fabulosa aventura, ao mesmo tempo uma lição de vida e uma narrativa engraçada e comovente.

O Segundo Suspiro – Editora Intrínseca

O_SEGUNDO_SUSPIRO_1340926020P

Philippe Pozzo di Borgo era um executivo de sucesso e herdeiro de duas tradicionais famílias francesas. Porém, em 1993 sua vida sofre uma reviravolta dramática quando, após um acidente de parapente, ele fica tetraplégico. Na mesma época, sua mulher, Béatrice, enfrenta uma doença terminal. Em meio à dor, Pozzo di Borgo isola-se em sua luxuosa casa em Paris e passa a ter como acompanhante o argelino Abdel, genioso e desinibido com as mulheres – mas que, por trás de sua fachada temperamental, também sofre da solidão e da sensação de deslocamento. Entre o aristocrata e seu “diabo guardião”, surge uma inesperada camaradagem que transforma suas vidas. Abdel introduz em seu cotidiano a aventura e o imprevisível, e Pozzo di Borgo descobre que, mesmo nas mais adversas das condições, é possível cultivar um intenso apetite pela vida, voltar a amar e ser amado. Irônico e brutalmente honesto, o depoimento de Pozzo di Borgo inspirou o filme Intocáveis, de Olivier Nakache e Éric Toledano. Lançada em novembro de 2011, a comédia dramática se transformou em um verdadeiro fenômeno de bilheteria.

os-personagens-philippe-pozo-di-borgo-e-abdel-sellou-1346460217977_615x470

 Os amigos e autores   Abdel Sellou  e Philippe Pozo di Borgo 

Meu perfil no Filmow

Logo_Filmow

 

 

06/08/2013
/

Dredd

Posted in Filmes by

Na cidade violenta e futurista de Mega City One, a 120 anos no futuro, a polícia tem autoridade para agir como juiz, júri e carrasco. O juiz Dredd (Karl Urban), o mais temível deles, recebe uma missão: fazer um teste com uma juíza novata, a poderosa médium sensitiva Cassandra Anderson (Olivia Thirlby). No que seria apenas um dia de avaliação, os juízes aparentemente seguem para uma cena rotineira de crime, num cortiço conhecido como Peach Trees, administrada pelo clã da Ma-Ma. Quando eles tentam prender um dos capangas da organização criminosa, ela manda fechar o prédio de 200 andares e sai na captura dos juízes, que agora se encontram encurralados, numa luta implacável pela sobrevivência.

Dredd é um filme distópico, pós-apocalíptico, que se passa numa cidade futurista onde predominam a pobreza, o desemprego, o tráfico de drogas e a violência. A cidade é constantemente submetida ao controle do Estado, personificado pelas figuras dos “Juízes”. Os Juízes são oficiais da Lei. Eles podem tanto perseguir um suspeito, como fazem os policiais, qto condená-los a uma determinada pena e inclusive executá-los, se for o caso.

O filme conta a história de Dredd, um Juíz que é incumbido de levar uma novata para uma missão, que era para ser simples, averiguar três assassinatos num prédio gigante de 200 andares chamado Peach Trees. Porém, ao chegar no local e prender um grupo de banditos, eles se deparam com um dos suspeitos de ter cometido os assassinatos.

Aí é que toda a ação começa, pq a Ma-Ma, chefe da gangue que domina o edifício, não quer que o bandido seja preso e interrogado com medo de que descubram mais que o necessário. Por isso, ela inicia uma caça aos Juízes, interditando o prédio e proibindo que qualquer um entre, saia ou ajude os Juízes a escapar. Enquanto isso, o objetivo dos Juízes é sobreviver, aguardando o reforço que nunca vem e exterminando todos que surgirem na sua frente.

Verdadeiras cenas de chacina se sucedem. São tão realistas, tão cheias de efeitos especiais, que chegam a mexer com nosso estômago. Que pena que não tive a chance de ver a versão em 3D, pq sério, esse filme foi feito para ser assistido em 3D. Ele tem cenas fantásticas de slow-motion, perfeitas!

O filme meio que se resume a isso. Ele não é ruim. Para quem gosta de ação, combate e violência, vai adorar, mas acho que ele poderia ter explorado mto mais o conceito distópico apresentado. Achei ele fraco e raso no que diz respeito ao enredo, a história. Mas pelo visto essa não era nem de perto a intenção dos criadores. É um legítimo filme que não se exige pensar ou ter cérebro, apenas sentar e curtir as matanças usando um guarda-chuva.. hehe

Bjs, Mirelle

Título original: Dredd
Roteiro: Alex Garland, Carlos Ezquerra, John Wagner
Direção: Pete Travis
95 minutos
Classificação: 18 anos
2012
:heart: :heart:

TRAILER

httpvhd://www.youtube.com/watch?v=9CFx8gT8iOU

27/12/2012
/

Jogos Vozares – O filme

Posted in Filmes by

Num futuro distante, boa parte da população é controlada por um regime totalitário, que relembra esse domínio realizando um evento anual – e mortal – entre os 12 distritos sob sua tutela. Para salvar sua irmã caçula, a jovem Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) se oferece como voluntária para representar seu distrito na competição e acaba contando , com a companhia de Peeta Melark (Josh Hutcherson), desafiando não só o sistema dominante, mas também a força dos outros oponentes.

O filme retrata Panem, uma nação pós-apocalíptica, constituída por 12 distritos e governada por uma capital poderosa e totalitária. Todos os anos são promovidos torneios sangrentos em que dois adolescentes de cada distrito são oferecidos como tributos para combaterem entre si até a morte.

A história efetivamente começa quando Katniss Everdeen se voluntaria para ser o tributo feminino do 12º distrito, logo depois de sua irmã Primrose Everdeen ter sido a escolhida. Prim é muito nova e ingênua e Kat tem certeza de que ela não conseguiria sobreviver, portanto, num rompante de coragem e heroísmo se coloca no lugar da irmã para combater nos Jogos Vorazes juntamente com Peeta Mellark, o tributo masculino escolhido no sorteio.

Ambos são levados para a capital, onde são treinados por uma equipe que os ensina como sobreviver no jogo. Lá eles devem impressionar os patrocinadores por suas habilidades e carisma. Apenas com a ajuda dos patrocinadores, que durante o jogo os enviam “presentes”, é que é possível se manter vivo no torneio.

Quando o jogo começa, Kat e Peeta se separam indo cada um para um lado, afinal, no torneio é cada um por si. Fica visível que a intenção inicial de Kat é apenas fugir e sobreviver não tendo interesse de entrar em combate com nenhum outro tributo. Mas como nesse reality show o que interessa para o público são a ação e as mortes violentas, os organizadores tratam rapidamente de obrigá-la a agir. Kat é posta em situações de perigo que fazem com que ela vá ao encontro dos tributos mais mortais do jogo. Para sua surpresa, ela descobre que Peeta está entre eles e que a traiu, pois tinha como intenção levar tais tributos ao encontro dela para que a matassem. Mesmo assim Kat não abandona Peeta e acaba ajudando-o em seu momento mais difícil, quando está a beira da morte.

O casal de tributos do distrito 12 acaba se envolvendo emocionalmente fazendo com que o jogo dê uma reviravolta. Eles atraem a atenção dos patrocinadores e a torcida do público e por causa deles a principal regra é alterada. Para quem vocês irão torcer? Quem será o grande campeão? Até onde vocês iriam e do que vocês seriam capazes para conseguirem sobreviver? Assistam e descubram!!

Jogos Vorazes é um filme com muita ação, violência e romance na medida. Faz seus corações palpitarem e seus olhos vidrarem na telinha esperando pelos próximos acontecimentos. Quando ele estreou no cinema confesso que não tive a mínima vontade de assistir. Achei que fosse ser mais um filme barato de ação destinado à sessão da tarde, mas me surpreendi.

Achei muito interessante a abordagem que o filme fez sobre as diferentes classes sociais e o domínio que a capital tem sobre os distritos. Os distritos são tão pobres que me deu a impressão das pessoas ainda viverem na idade medieval. Não é a toa que os torneios anuais se chamam originalmente Hunger Games, um nome adequadamente escolhido retratando a situação degradante pela qual o povo tem de passar para não sucumbir à fome. A população faminta acaba indo pedir por comida aos governantes e em troca seus nomes são colocados na urna do sorteio do jogo. Quanto mais vezes você for pedir por comida, mais vezes seu nome é inscrito aumentando suas chances de ser sorteado.

Em contraponto a essa realidade nos deparamos com a riqueza, extravagância, futilidade e alienação das pessoas que vivem na capital. São por causa delas que os Jogos Vorazes existem. Pela fome que elas têm de ver e torcer por esses tributos e falsamente chorar por suas mortes. Será que se ninguém mais assistisse a esse reality show ele continuaria existindo? Obviamente que não.

Isso me fez pensar se chegaremos a esse ponto, de termos um reality show tão violento. Posso dizer que estamos no caminho, já que fica evidente que a grande maioria que assiste a esses programas gosta de ver as coisas pegando fogo, amores ardentes, traições e brigas.

Eu não li ainda os livros da trilogia, então não tenho como dizer se o filme foi fiel ao primeiro livro, só posso opinar sobre o que achei acerca do filme. Gostei muito da produção, do roteiro e dos efeitos especiais. Gostei dos cortes que fizeram nas cenas de assassinato fazendo com que elas ficassem mais emocionantes e poéticas. Não podemos esquecer que este filme não podia ter cenas explícitas de violência já que era também destinado a um público adolescente, e também pelo fato de, a meu ver, não ser o foco principal abordado no filme.

No final o filme nos deixou uma incógnita nos fazendo pensar se Kat realmente se apaixonou por Peeta ou se ela se envolveu com ele apenas com o intuito de se manter viva por mais tempo. Pelo visto teremos que esperar o segundo filme para descobrirmos. Adorei, recomendadíssimo. E vocês, o que acharam?

Título original: Hunger Games
Roteiro: Billy Ray, Gary Ross e Suzanne Collins
Direção: Gary Ross
142 minutos


TRAILER

httpvhd://www.youtube.com/watch?v=SUyLvbbm0pk

27/08/2012
/

Battleship – A Batalha dos Mares

Posted in Filmes by

Alex Hopper (Taylor Kitsch) é um oficial naval do navio USS John Paul Jones, comandado pelo almirante Shane (Liam Neeson). Alex é noivo de Sam (Brooklyn Decker), filha de Shane, apesar de não ser bem visto por ele. Já em alto mar, eles precisam unir forças com a tripulação do navio USS Samson, comandado pelo irmão mais velho de Alex, Stone (Alexander Skarsgaard), ao encontrar uma força alienígena desconhecida, que ameaça a existência da humanidade. Um grupo de cientistas, comandados por Cal Zapata (Hamish Linklater), e de especialistas em armas, como Cora Raikers (Rihanna), também compõem a equipe. Acompanhando tanto o lado dos humanos quanto o lado dos alienígenas, Battleship apresenta a intensa disputa pelo controle da Terra.

Battleship – A Batalha dos Mares é um filme produzido pela fábrica de brinquedos Hasbro, que tem levado seus produtos para as telas de cinema, como fez com Transformers e G.I. Joe, também conhecido como Comandos em Ação. Battleship foi feito baseado no jogo de mesmo nome, que todos conhecem (brinquei muito quando criança), com um enredo fraco, um orçamento milionário, uma baixa expectativa, porém com ótimas cenas de ação e efeitos especiais.

No início do filme, cientistas descobrem a existência de um planeta com condições muito similares as da Terra. Por conta disto, eles pressupõem que poderia ser um planeta habitado. Resolvem então tentar se comunicar emitindo sinais de satélite aguardando algum tipo de resposta. O que eles não esperavam é que os habitantes do planeta G invadiriam a Terra e tentariam dizimá-la.

Apesar do tema central do filme se tratar sobre a invasão alienígena, também somos convidados a conhecer a história de alguns personagens que são totalmente dispensáveis, como Alex Hopper. Ele tem 26 anos, é um homem vagal e perdido na vida. No dia do seu aniversário ele conhece Sam, uma linda mulher filha do almirante Shane. Para impressioná-la ele acaba cometendo uma loucura e para evitar a prisão, é convencido por seu irmão mais velho, Stone, a entrar para marinha.

Alex acaba conquistando má fama na marinha pelo seu jeito irresponsável e inconsequente de ser, o que faz com que ele acabe criando alguns desafetos e seja desprezado pelo pai de Sam. As cenas de ação começam quando cinco objetos não identificados se dirigem a Terra em nítida formação de ataque. Um deles se choca com um satélite e cai em Hong Kong, causando muita destruição, e os outros quatro caem no mar do Havaí.

Como tais objetos não são detectados por radar, Alex, Stone e Nagata vão com seus navios até o provável local da queda para investigarem. Ao chegarem lá eles se deparam com algo inexplicável e uma verdadeira batalha naval começa. A única esperança que eles têm de pouparem a Terra de uma extinção é destruírem as antenas de comunicação que foram utilizadas para mandarem sinais para o planeta G, a fim de que os ETs não consigam se comunicar com sua “casa” pedindo reforços. Essa missão só será possível com a ajuda da Sam, Mick e Dr. Nogdrady, que estão bem próximos desse local. Esse trio dá um contraponto à trama, pois é dele que surgem algumas cenas engraçadas.

No final do filme, entram em cena os marinheiros veteranos da Segunda Guerra Mundial, vividos por ex-combatentes de verdade, reforçando o sentimento de patriotismo dos americanos. Eles colocam para funcionar o USS Missouri, o navio “museu” que se torna uma peça chave para o combate contra os ETs.

Este filme não traz nenhuma novidade e se torna uma mera repetição de todos os outros filmes que falam sobre invasões alienígenas, porém com um ponto contra, não possui nenhum enredo, é extremamente fraco e deixa muitas perguntas no ar. Fiquei muito desapontada com a participação do Liam Neeson, que fez uma ponta insignificante no filme. Poderiam ter aproveitado muito mais o potencial desse ator. E sem muitos comentários sobre a participação da Rihanna. Para mim foi lamentável. Provavelmente só a convidaram por ser uma celebridade, de repente na tentativa de atrair um maior público. Mas ela se limita a diálogos monossilábicos e caras e bocas. Igualmente dispensável. Além disso, temos uma única cena no filme que relembra de fato o jogo Batalha Naval, mostrada mais no final. Mas quem procura por cenas de ação, combate, mortes e efeitos especiais, vai gostar ;o)

Título original: Battleship
Roteiro: Erich Hoeber e Jon Hoeber
Direção: Peter Berg
131 minutos

TRAILER

httpvhd://www.youtube.com/watch?v=Dqm7QfYyK7I&feature=fvst

06/08/2012
/

30 Dias de Noite

Posted in Filmes by

Barrow, Alasca. Durante os 30 dias do inverno local a cidade fica na mais completa escuridão. Neste período boa parte dos moradores viaja rumo ao sul, mas neste ano a cidade recebeu a visita de seres estranhos: um grupo de vampiros, que pretendem se aproveitar da noite constante para atacar os moradores locais. Para combatê-los um pequeno grupo é reunido, liderado pelo xerife Eben Oleson (Josh Hartnett) e por sua ex-esposa Stella (Melissa George).

30 dias de noite é um filme de terror produzido em 2007 e baseado na HQ de mesmo nome. Foi dirigido por David Slade e conta com a participação de estrelas como Josh Hartnett e Melissa George.

O filme começa nos apresentando o pequeno vilarejo de Barrow, no Alasca. Para quem não sabe, lá o clima é congelante e o inverno pode ser extremamente perigoso por causa da combinação do frio e do vento. No final de novembro o sol se põe, e assim permanece por um bom tempo. Desta forma, surge a famosa noite polar. Por causa disso, muitos habitantes da cidade resolvem fugir da escuridão indo para o Sul, para voltarem apenas quando o sol nasce de novo. Como Barrow não possui ruas pavimentadas e muito menos estradas que conectem o vilarejo a outras cidades do Alasca, a população depende exclusivamente dos aviões como meio de transporte. E os aviões deixam de operar assim que a noite polar chega, em razão das péssimas condições para voo e temperaturas baixíssimas.

Stella Oleson, ex-mulher do Xerife Eben Oleson, corre contra o tempo, tentando embarcar no último avião que a levaria para longe daquela cidade, porém, ela acaba sofrendo um acidente de carro que a atrasa e, portanto, fica ali condenada por trinta dias na escuridão. A população começa a se recolher em suas casas para enfrentar a longa noite que está por vir, mas algo sombrio e perigoso os surpreende, alterando o destino de todos os residentes da pequena cidade.

Quando a noite polar chega, Barrow é misteriosamente atacada por um grupo de vampiros. A energia elétrica e os meios de comunicação são desativados. As pessoas ficam totalmente a mercê, desprotegidas, entregues a própria sorte. Ninguém virá ajuda-los, ninguém terá como resgatá-los durante a escuridão.

Um violento massacre começa. Todas as pessoas são brutalmente exterminadas e aparentemente nada consegue deter os vampiros. Porém, um grupo se une liderados pelo Xerife Eben, com o objetivo de sobreviverem aos trinta dias de noite.

O desenrolar do filme, em minha opinião, é meio tedioso. Os dias vão se passando (é possível perceber unicamente pelo fato da barba de alguns homens terem crescido), e nada demais acontece além de mais algumas mortes, e outras pessoas que conseguem continuar fugindo. Fiquei decepcionada com o final, que prometia.

A locação (Alasca) foi muito bem escolhida para ambientar o filme, pois ajuda a criar tensão no expectador, e para provocar sustos, utiliza-se do velho recurso de aparições repentinas combinadas a uma trilha sonora ritmada. Para quem gosta de sangue, violência e carnificina, assista que vai adorar, mas não se esqueça do guarda-chuva (hehe). Infelizmente achei o filme fraco, pois não me satisfaço apenas com ação e sangue. Senti muita falta de uma história. Poderiam ter explorado melhor a história dos vampiros, por ex., de onde eles vieram, quem são eles? Muitas coisas ficaram sem explicação.

Conversando com meu marido percebi que ele teve uma opinião bem diferente da minha sobre o filme, tudo o que não gostei foi justamente o que ele gostou. Gosto é algo muito particular e complicado de se discutir né? Vi que a opinião também se diverge pela internet. Muitas pessoas adoraram, dizendo que é um filme de vampiro que dá medo de verdade e muitos detestaram.

Em resumo, só posso dizer que, para quem gosta de vampiros e morte, e desse gênero de filmes, assista. Para quem espera por algo mais, além disso, não perca seu tempo.

Título original: 30 Days of Night
Roteiro: Ben Templesmith, Brian Nelson, Jane Holland, Jo Willems, Steve Niles, Stuart Beattie
Direção: David Slade
113 minutos

TRAILER

httpvhd://www.youtube.com/watch?v=m_u6dC6v-7A

23/07/2012
/